III Encontro Dia Mundial da Sensibilização para a Corrosão 24 de abril de 2015

III encontro dia mundial da sensibilização para a corrosaoDecorreu no passado dia 24 de abril o III Encontro do Dia Mundial da Sensibilização para a Corrosão” organizado pela Divisão Técnica de Corrosão e Proteção de Materiais da SPM. Este ano foi dinamizado pela primeira vez fora da cidade de Lisboa com o apoio da Administração dos Portos de Sines e do Algarve (APS) e da Ordem dos Engenheiros.

A posição geográfica de Portugal e a sua ligação ancestral ao Oceano Atlântico, teve ao longo dos séculos uma importância estratégica no desenvolvimento económico nacional, com implicação direta nos diferentes sectores de atividade. Esta realidade contribuiu para que as principais infra-estruturas industriais fossem instaladas maioritariamente ao longo da costa portuguesa, trazendo benefícios logísticos e operacionais aos diferentes agentes económicos, mas acarretando problemas de durabilidade dos materiais utilizados devido à agressividade ambiental presente no litoral português. Foram estas as principais razões que conduziram a que o tema escolhido fosse a “Durabilidade em Ambientes Portuários-Industriais”.

III Encontro do dia mundial para a sensibilização para a corrosaoFoi a partilha de experiências e de conhecimentos técnicos nestes domínios que levou a que 110 pessoas de inúmeras empresas estivessem presentes em Sines neste III Encontro. A sessão de abertura foi presidida pelo Presidente do Conselho de Administração da APS, Dr. João Franco, onde foi reconhecida a importância deste evento nesta zona para assegurar uma maior durabilidade das infraestruturas portuárias e industriais para que o desenvolvimento da economia portuguesa possa ser assegurado de forma sustentável.

III encontro dia mundial da sensibilização para a corrosaoEste encontro iniciou-se com a apresentação da Drª Teresa Diamantino sobre a Durabilidade de Materiais em Sines e a Experiência do Laboratório de Materiais e Revestimentos do LNEG nas últimas 3 décadas, os projetos atuais e os futuros. De seguida o Engº Fernando Palminha partilhou a sua grande experiência no controlo da corrosão no complexo da REPSOL em Sines.

Após um curto intervalo, o Engº Vitor Grincho apresentou os problemas de corrosão por picadas num ambiente industrial muito específico da ARTLAND.
A EDP, com a Engª Helena Margarida Corrêa e o Engº José Carlos Martins, trouxe a experiência das medidas corretivas e preventivas para a preservação da Caldeira Recuperativa numa Central de Ciclo Combinado. Por fim, o Engº Carlos Silva partilhou os diferentes sistemas de proteção anticorrosiva existentes no Terminal de GNL da REN, em Sines.

A Divisão Técnica de Corrosão e Proteção de Materiais (DTCPM) da SPM congratulou-se por esta tão elevada recetividade por parte das empresas neste encontro anual. Desde a sua primeira edição em 2013, que tem vindo a receber um número crescente de participantes.

A DTCMP espera organizar o IV Encontro em 2016 e que consiga sensibilizar ainda um maior número de pessoas e de empresas para os fenómenos da corrosão e para importância da proteção contra a corrosão.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Time limit is exhausted. Please reload CAPTCHA.