DEFINIÇÕES DE CORROSÃO


Federação Europeia de Corrosão

“Interacção físico-química entre um metal e o meio envolvente, da qual resultam mudanças nas propriedades do metal, levando frequentemente à sua inutilização ou do sistema técnico do qual faz parte ou ainda à alteração do meio ” (Federação Europeia de Corrosão, ISO 8044-1986)

NACE

“Deterioração de um material ou das suas propriedades devida a reacção com o meio envolvente”

IUPAC

“Corrosão é a reacção interfacial irreversível de um material (metalico, cerâmico, polimérico) com o meio envolvente, que resulta no consumo do material ou na dissolução para o interior do material de um componente do meio. Normalmente, embora não necessariamente, os efeitos da corrosão comprometem a utilização do material. Processos exclusivamente físicos ou mecânicos, como a fusão, a evaporação, a abrasão ou a fractura mecânica, não estão abrangidos pela definição de Corrosão“

    • Algumas definições (como, por exemplo, a da Federação Europeia de Corrosão) entendem que “corrosão” tem que envolver uma reacção electroquímica e, assim, é apenas aplicável a metais;

    • Outras definições, mais abrangentes, poderão incluir todas as alterações induzidas pelo meio sobre os materiais que, neste caso, não serão apenas metais, mas também polímeros, cerâmicos, pedra, madeira, etc.

    • Em geral, estas definições admitem que a designação de Corrosão não se aplica apenas ao consumo ou perda do material, mas também à deterioração das suas propriedades.