Sociedade Portuguesa de Materiais

                

Mensagem de boas-vindas

Caros Sócios da SPM e comunidade dos Materiais em geral

 

É com muito prazer e também com um grande sentido de responsabilidade que assumi o lugar de atual Presidente da Sociedade Portuguesa de Materiais, e é nesta condição que me dirijo aos sócios da SPM e à comunidade nacional de Materiais.

A SPM foi criada em 1981 e, desde então tem sido um forte elo de ligação entre os vários atores na cena nacional da ciência e engenharia de Materiais.

 

Ao longo destes anos a SPM, e de entre as inúmeras concretizações de que é responsável, foi capaz de criar um evento bienal internacional (Materiais), durante o qual se divulga, dentro e fora de portas, a ciência e a engenharia que se faz na área de Materiais em Portugal e, mais recentemente, capaz de tornar o seu periódico (Ciência & Tecnologia dos Materiais) uma edição regular da editora internacional Elsevier, contribuindo mais uma vez para uma visibilidade alargada e incremento no impacto das atividades em Materiais em Portugal.

Ao fim de 33 anos a SPM é sem dúvida uma sociedade estabelecida, no entanto, se nos modernizarmos e juntarmos esforços seremos capazes de criar a diferença, fazer ainda melhor e mudar... quem sabe o mundo. Numa atualidade mundialmente competitiva e em constante mudança e em plena crise económica e financeira, considero que a SPM tem um papel muito importante a desempenhar na sociedade portuguesa. Assim, com esta missão em mente, e na continuidade do trabalho feito pelos anteriores presidentes, serei o motor para ajudar a construir uma comunidade de Materiais dinâmica e interativa que fomente a excelência na área, através da promoção, colaboração e interdisciplinaridade.

Hoje as oportunidades são maiores do que nunca, assim pretende-se que a SPM assuma um papel de liderança na divulgação de informações sobre ciência e tecnologia dos Materiais de forma a contribuir para educar o público, agentes políticos e económicos sobre a função vital dos Materiais para enfrentar os desafios do futuro. Pretende-se afirmar o papel crucial que a SPM deve ter no crescimento profissional dos seus sócios, ajudando-os a prosperarem num mundo global. E por último, pretende-se efetivar a contribuição da SPM no desenvolvimento do tecido industrial nacional na área de Materiais e afins. Contudo, esta missão difícil e desafiadora só será possível com a mobilização de todos os sócios.

Em meu nome pessoal e da atual direção, esperamos assim poder contar com todos, e em especial com as Divisões Técnicas, cuja dinamização e empenhamento são cruciais para que a SPM atinja os seus objectivos.

Por uma SPM moderna, dinâmica, inovadora e motor da mudança...

Paula Vilarinho, Maio de 2014